100%

Obras do escritor Monteiro Lobato entram em domínio público

As obras originais do escritor paulista Monteiro Lobato são clássicos da literatura infantil brasileira. E, a partir de agora, estão em domínio público, o que significa que não incidem mais direitos autorais patrimoniais sobre essas publicações. Ou seja, qualquer pessoa pode fazer qualquer tipo de uso econômico sem ter que pagar direitos autorais patrimoniais ou solicitar autorização prévia para os seus herdeiros ou titulares desses direitos. A novidade ocorreu porque já se passaram 70 anos da morte do escritor.

A prefeita do Município de Monteiro Lobato, em São Paulo, Daniela de Cássia, enaltece a notícia: “É uma imensa honra pertencer ao lugar que inspirou grande parte das histórias infantis do escritor Monteiro Lobato. Com o domínio público de sua obra, nosso Município, de certa forma, também será compartilhado com outros leitores e em outras fontes de leitura e informação. O importante é sempre exaltar e preservar o legado deixado por Lobato para as futuras gerações. Ele é um orgulho para o Brasil!”, alegra-se.

Na região desse Município - que hoje homenageia o escritor em seu nome -, Monteiro Lobato foi dono de uma fazenda, na qual viveu com sua esposa e seus quatro filhos entre os anos de 1911 e 1917, trabalhando para modernizar a agricultura e a pecuária nessa propriedade, tornando-a rentável.

Foi na localidade da então chamada Fazenda Buquira, atualmente conhecida como Sítio do Picapau Amarelo, onde escreveu os famosos contos Urupês e Velha Praga. Inspirado por esse cenário, o escritor criaria personagens inesquecíveis como Jeca Tatu, Emília, Tia Nastácia, Dona Benta, Visconde de Sabugosa, entre outros que até hoje estão vivos no imaginário dos brasileiros.

Festival
O seu legado continua vivo nesse Município. Realizado desde 2010, o Festival de Literatura Infantil de Monteiro Lobato surgiu como parte do projeto de preservação da memória do escritor, em prol do fomento à leitura junto à população local.

A iniciativa, que ocorre no mês de setembro de cada ano, evidencia a importância da literatura no ensino atual e na formação intelectual das crianças, bem como do papel dos professores na formação do hábito da leitura. O evento é o ponto alto de um trabalho realizado durante todo o ano letivo nas escolas municipais, o qual consiste no estudo das obras de Monteiro Lobato e na preparação das apresentações artísticas inspiradas nelas.

O Festival de Literatura Infantil de Monteiro Lobato conta com uma diversificada programação composta por contação de histórias, oficinas literárias, palestras com escritores, apresentações artísticas e distribuição de livros, envolvendo não somente o público infantil como também toda a população local.

Nesse aspecto, a prefeitura de Monteiro Lobato afirma que “a verdadeira essência do festival é a participação e a integração de escritores, livrarias e desbravadores do mundo das palavras em um lugar comum, onde é possível impulsionar o primeiro contato de jovens, crianças e adultos com os livros, os verdadeiros protagonistas do evento”.

A iniciativa é reconhecida como um dos principais festivais literários do Estado de São Paulo. Já reuniu importantes artistas vencedores do Prêmio Jabuti de Literatura. Entre os laureados, já passaram pelo evento: Ricardo Azevedo, José Castello e Regina Machado. Outras referências da literatura e de outras linguagens artísticas, tais como Ziraldo, Toquinho, Oswaldo Montenegro, Adriana Calcanhotto, Chico César e Arnaldo Antunes também já marcaram presença no festival.

O evento é realizado pela prefeitura de Monteiro Lobato através das secretarias de Educação e de Cultura e de Turismo, que contam com o apoio do Conselho Municipal de Turismo e da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

A área técnica de Cultura da Confederação Nacional de Municípios (CNM) destaca a iniciativa como evento artístico-cultural que não se limita à dimensão do entretenimento ao fomentar a leitura junto à população local, inclusive, por meio de outras linguagens artísticas como as da música e do teatro.

A iniciativa trabalha a transversalidade da cultura, impactando, positivamente, outros setores de política pública do Município: o da educação e do turismo. Além disso, iniciativas de fomento à leitura são significativas para uma maior familiaridade e domínio da língua portuguesa falada e escrita, o que dá maior subsídio para reflexão e expressão, bem como maior autonomia para a vida.

Assista ao vídeo para saber mais sobre o Festival de Literatura Infantil de Monteiro Lobato

 

A iniciativa contribui para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) 4, 8, 10, 16 e 17.

E o seu Município, tem alguma boa prática de fomento à leitura? Compartilhe conosco aqui.

Para saber como a CNM pode ajudar a sua gestão cultural, acompanhe o trabalho da área técnica de Cultura da entidade ou entre em contato pelo e-mail cultura@cnm.org.br e do telefone (61) 2101-6053.

Foto: Divulgação Prefeitura de Monteiro Lobato (SP)
Da Agência CNM de Notícias, com informações da prefeitura de Monteiro Lobato

 


Fonte: Portal CNM - Confederação Nacional de Municípios
Protocolos desta Publicação:Criado em: 01/02/2019 - 08:26:03 por: Lucas Mendes - Alterado em: 01/02/2019 - 08:26:27 por: Lucas Mendes

Notícias

Dívida previdenciária retém FPM de 1.350 Municípios no primeiro trimestre
Dívida previdenciária retém FPM de 1.350 Municípios no primeiro trimestre

Dos R$ 28,6 bilhões do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) destinados aos cofres municipais no primeiro trimestre deste ano, R$ 482,9 milhões foram retidos pela Receita Federal do Brasil (RFB) em razão de dívidas previdenciárias. O valor corresponde a 2% do montante total, em valor bruto nominal, ou seja, considerando os valores do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Segundo levantamento da...

Beneficiários do BPC no Cadastro Único têm novo prazo para inscrição
Beneficiários do BPC no Cadastro Único têm novo prazo para inscrição

Beneficiários que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BCP) têm novo prazo para inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. A medida é regida pela Portaria 631/2019, publicada no Diário Oficial da União na quinta-feira, 11 de abril. De acordo com o cronograma, dividido em 12 lotes, o beneficiário deve estar atento ao período de acordo com o mês de nascimento. O registro é obrigatório, e a falta dele pode causar a suspensão do benefício a...

Informações e serviços públicos federais serão concentrados no portal único GOV.BR
Informações e serviços públicos federais serão concentrados no portal único GOV.BR

Em dois anos, todas as informações das mais diversas pastas do governo federal serão concentradas no portal único GOV.BR. O Decreto 9.756/2019 do Executivo federal – publicado em edição extra de 11 de abril do Diário Oficial da União (DOU) – define regras de unificação dos canais digitais englobando os portais na internet e os aplicativos móveis, e estabelece prazo final para que a plataforma esteja completamente disponível ao cidadão. Até 31 de dezembro de 2020, todos os...

Carta da Marcha destaca união do movimento municipalista e conquistas nos Três Poderes
Carta da Marcha destaca união do movimento municipalista e conquistas nos Três Poderes

A XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios foi encerrada nesta quinta-feira, 11 de abril, se consolidando como a maior mobilização realizada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM). Mais de nove mil gestores municipais de todo o Brasil se uniram no Centro Internacional de Convenções do Brasil (CICB) e mostraram a força do movimento municipalista, que resultou em 22 conquistas e avanços aos Entes locais junto ao Executivo, Legislativo e Judiciário. O encerramento foi...

Política Nacional de Gestão Turística do Patrimônio Mundial é instituída com apoio da CNM
Política Nacional de Gestão Turística do Patrimônio Mundial é instituída com apoio da CNM

A promoção do turismo sustentável no Brasil ganhou reforço com a Política Nacional de Gestão Turística do Patrimônio Mundial Natural e Cultural. O decreto de criação foi assinado pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, na quinta-feira, 11 de abril. Com o objetivo de conservar, desenvolver, ordenar e promover os patrimônios reconhecidos pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) no Brasil, a medida foi construída com o apoio de...