100%

Joãozinho da Farmácia reivindica atendimento específico para vítimas de AVC

Joãozinho da Farmácia reivindica atendimento específico para vítimas de AVC Joãozinho da Farmácia na Tribuna da Câmara Municipal
A razão da não contratação até o momento, de médico neurologista para acompanhamento de programa voltado a pacientes vítimas de Acidente Vascular Cerebral (AVC). O vereador pede que o Executivo encaminhe ao Legislativo para deliberação, o anteprojeto enviado pela Câmara Municipal, em forma de indicação, em fevereiro último.

Estes são os questionamentos contidos no requerimento encaminhado, ao Executivo, apresentado em sessão legislativa desta segunda (09) pelo vereador, Joãozinho da Farmácia.

De acordo com o parlamentar, vítimas de AVC tinham atenção específica do programa apelidado REATA, composto por equipe multidisciplinar como assistente social, fonoaudiólogo, nutricionista, fisioterapeutas, terapeuta ocupacional e enfermeiras, tendo à frente o competente médico Dr. Gabriel.

Desde o início deste ano, quando a equipe foi desfeita, os pacientes estão sem acompanhamento. O parlamentar alerta: O AVC somado à doenças do coração, é a primeira causa de morte no mundo.

Vereador pede esclarecimento quanto a protocolo de entrega de medicamentos

Ainda nesta segunda-feira, Joãozinho da Farmácia, apresentou requerimento solicitando informações sobre o que significa e como se dá o protocolo para medicamentos como: Cetoprofeno pomada, Dexacitoneurin injetável e outros.

Segundo relatos de pacientes ao vereador, para ter acesso aos medicamentos muitos deles são obrigados a enfrentarem duas filas. Uma para o clínico geral que encaminha ao ortopedista daí uma nova fila, novo tempo de espera, o que burocratiza exageradamente o sistema, em prejuízo a quem procura Saúde.

Notícias