Hino

Hino à Pederneiras
   
 
Pedra de fogo, Água cristalina,
Tietê hoje e Hidrovia,
Uma história que vem de Minas:
Três sertanistas, Na terra roxa,
Sementes da paz, Que aqui germina.
Fomos forjados De amores Brasileiros,
Um universo de cores E timbres estrangeiros
São bem bonitas Nossas Bandeiras,
Dizem bem alto De Pederneiras.
Somos irmão, partes da mesma flor,
Destino do sangue que o azul irrigou.
São muitas raças, encontros de amor,
O mundo inteiro no meu interior.
OBS. 2ª vez - (4ª linha):   A História retorna a Minas
Rio Tietê, canto com você uma vida inteira;
Há muitas estórias vivas na memória de Pederneiras. 
Letra e Música
Prof. Roberto Gonçalves Juliano
Maestro Vidal França
Arranjos para Orquestra
Matestro Branco
Versão Popular
Maestro Vidal França
 

 


Faça Download